Skip to content
January 29, 2013 / alancads

Wine 1.5 in Fedora

Nos últimos anos o Linux tem avançado muito no campo da compatibilidade entre sistemas, fiz este artigo para mostrar como é fácil para qualquer um rodar um programa de Windows em Linux. Mostrarei ainda como podemos instalar e configurar o BDE para rodar aplicações desenvolvidas em Delphi.


Instalando o wine

A instalação do wine abaixo foi feita para Fedora, mas nada impede de você instalar em qualquer Linux de sua preferência, basta utilizar os mesmos pacotes que descrevo neste artigo. 

Os seguintes pacotes serão necessários para nossa instalação:

  • wine-tools
  • wine-capi
  • wine-core
  • wiwine-nas
  • wine-twain
  • wine-nas
  • wine-cms
  • wine-jack
  • wine-ldap
  • wine

Achou complicado? Discordo de você, pois para instalarmos no Fedora basta digitarmos: 

# yum install wine 

Pronto! Instalamos o melhor software para rodar aplicativos do Windows em Linux que existe. 

Aplicativos básicos do wine

Agora que já instalamos o wine, vamos conhecer um pouco dele. Abaixo uma lista dos comandos principais e suas funções:

  • wineconsole cmd – Simula o cmd do Windows, com os comandos básicos de DOS.
  • wineboot – Simula um “reboot” do wine, programas que dependem de reinicialização por exemplo, você poderá utilizar o wineboot.
  • winecfg – São as configurações do wine, onde você pode facilmente mapear unidades, configurar aplicativos para emular em um certo Windows (ex. você pode ter uma aplicação sendo simulada como Windows 98 e outra como XP com o mesmo wine e o mesmo Linux).
  • wine – É o aplicativo principal, o qual utilizamos para executar os programas do Windows.

Inicializando o wine pela primeira vez (first boot)

Para inicializarmos o wine pela primeira vez, devemos digitar “wineboot”. Este comando criará o nosso “c:\”, por padrão o wine criará uma pasta oculta dentro da pasta de seu usuário com o nome ~/.wine/drive_c. Todos os programas feitos para Windows que utilizarmos entenderão este local como “c:\”. 

Dentro de .wine encontramos três arquivos:

  • system.reg – É onde o wine armazena o registro do Windows. Aqui dentro fica a chave HKLM(HKEY_LOCAL_MACHINE). Mais adiante veremos como abrir o registry do wine.
  • user.reg – Aqui é onde fica salvo o HKCU(HKEY_CURRENT_USER). Relativo as configurações do usuário atual do Windows.
  • userdef.reg – Aqui é onde o wine salva a chave HKEY_USERS.

Font: http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Instalando-Wine-no-Fedora-sem-misterio

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: